ADI foi o partido mais votado nas legislativas de São Tomé e Príncipe

Segundo os resultados provisórios oficiais das eleições legislativas divulgados, ontem, 26 de setembro à noite pela Comissão Eleitoral Nacional de São Tomé e Príncipe, o partido ADI foi o vencedor das eleições com 36.549 votos, seguindo-se o MLSTP-PSD com 25.531 votos; o Movimento Basta conseguiu 6.874 votos e o MCI/PS-PUN teve 5.120.

O presidente da CEN, José Carlos Barreiros, disse que vai ser o Tribunal Constitucional a fazer a distribuição dos mandatos.

“O Tribunal Constitucional fará a distribuição dos mandatos” e sublinhou que “a Comissão Eleitoral Nacional não faz apuramento de resultados eleitorais” mas sim “a projeção dos resultados obtidos nas eleições que se realizam no país”.

A abstenção foi de 34,33%.

Houve um total de votos válidos de 78.085 (96,43% do total), 675 brancos (0,83%) e 2.214 nulos (2,73%), adiantou José Carlos Barreiros.

Os resultados provisórios oficiais das eleições autárquicas e regional do Príncipe não foram apresentados.

Questionado sobre a ausência de informação sobre os mandatos, José Carlos Barreiros comentou: “Não podemos fazer. Como já viram, já houve uma discrepância entre candidaturas, um diz que teve X e outro diz que teve Y, e por aí”.

“Nós, como não fazemos distribuição dos mandatos, não vamos correr o risco de dizer que partido teve tantos e depois não vir a corresponder à verdade”, explicou, indicando ainda que “algumas urnas, nomeadamente em Mé-Zochi, apareceram no apuramento distrital sem os respetivos selos”.

“O que é que isso pode dar? Não sabemos. Isso depende da comissão de apuramento distrital e também da de apuramento geral, que vão analisar essas situações todas. Não é da nossa competência, portanto não nos vamos pronunciar em relação a isso”, adiantou.

O porta-voz da CEN acrescentou que pode haver alteração em termos de votos em sede de apuramento distrital, já a decorrer desde a manhã de segunda-feira.

A demora na divulgação dos resultados provisórios oficiais desencadeou a revolta de algumas dezenas de militantes do ADI junto à Comissão Eleitoral Nacional, que incendiaram alguns pneus e continuaram a protestar depois de terem sido anunciados os resultados porque queriam conhecer o número de mandatos atribuídos a cada partido.

Fonte: Lusa

About Post Author

Compartilhar :

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.