Apenas dois países africanos atingiram metas de vacinação da Covid-19

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde afirmou que os países africanos foram “deixados para trás” pelo resto do mundo, no que diz respeito à vacinação contra a Covid-19.

Na última terça-feira,  Tedros Ghebreyesus falou com jornalistas em Genebra, e explicou que apenas duas nações africanas já cumpriram as metas estipuladas pela agência, mas não citou quais países.

A OMS espera que os países vacinem pelo menos 40% da população até o fim deste ano, feito conquistado na África por apenas duas nações.  Para 2022, o objetivo é ter 70% da população mundial vacinada até meados do ano.

Segundo Tedros, o não-cumprimento das metas não acontece porque os países africanos não têm capacidade, mas sim porque foram esquecidos pelo mundo. O diretor da OMS informou que mais de 5,7 bilhões de doses de vacinas foram aplicadas globalmente, mas apenas 2% deste total foi na África.

O chefe da agência da ONU lembra que todos são afetados pela situação, uma vez que a desigualdade na distribuição de vacinas contribui para que o coronavírus continue circulando e entrando em mutação.

Tedros Ghebreyesus lembrou ainda que enquanto a pandemia persistir, continuarão também os impactos socio-econômicos, além de “novas variantes que poderão tornar as vacinas menos eficazes”.

Sobre o mecanismo Covax, que busca acelerar a distribuição de vacinas, Tedros revelou que já foram distribuídas mais de 260 milhões de doses para 141 países.

O diretor da OMS afirma que o problema da desigualdade pode ser resolvido e por isso, pede aos países que já conseguiram atingir alto nível de cobertura para distribuírem doses por meio da Covax e da União Africana.

Tedros Ghebreyesus reconhece que pode estar parecendo “um disco riscado”, mas que não se importa, porque ele continuará defendendo a igualdade na distribuição de vacinas até o objetivo ser alcançado.

FONTE: ONU News

 

Compartilhar :

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.