Assembleia Nacional marca a segunda volta das eleições presidenciais para 5 de setembro

Assembleia Nacional São-tomense na sessão plenária realizada hoje, decidiu marcar a segunda volta das eleições presidenciais para o dia 5 de setembro, depois de quase um mês da data inicialmente prevista, segundo uma “lei excecional” aprovada hoje pelo parlamento são-tomense.

A lei foi aprovada com 28 votos, sendo 23 votos da bancada parlamentar do Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe (MLSTP/PSD) e cinco da coligação PCD/MDFM/UDD – partido no poder.

Os da bancada parlamentar da Ação Democrática Independente (ADI) e uma deputada do Movimento Independente de Caué, votaram com 23 votos contra, pois defendiam que o escrutínio deveria realizar-se em 29 de agosto, conforme a proposta da Comissão Eleitoral Nacional.

O deputado do ADI e vice-presidente da Assembleia Nacional, Levy Nazaré se absteve e dois deputados estiveram ausentes na sessão plenária.

No próximo dia 5 de setembro mais 123 mil eleitores irão às urnas para escolher o próximo Presidente da República de São Tomé e Príncipe. Nesta segunda volta estão na corrida dois candidatos sendo Carlos Vila Nova, apoiado pelo ADI, e Guilherme Posser da Costa, apoiado pelo MLSTP/PSD.

Compartilhar :

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.