Banco Mundial financia projeto Empoderamento das Raparigas Educação de Qualidade para Todos

O Banco Mundial e o Ministério da Educação e Ensino Superior assinaram está sexta-feira, no Ministério do Planeamento Finanças e Economia Azul, o contrato do Projeto Empoderamento das Raparigas Educação de Qualidade Para Todos -PEREQT.

Nesta cerimónia estiveram presentes o Diretor Regional do Banco Mundial, Jean-Christophe Carret, o Ministro do Planeamento Finanças e Economia Azul, Osvaldo Vaz, e a ministra da Educação e Ensino Superior, Julieta Rodriguês.

Este projeto é financiado pelo Banco Mundial e a Parceria Global para Educação. Conta com um montante de 17 Milhões de dólares. O projeto tem prazo de execução até 31 de dezembro de 2025. O âmbito do projeto é o ensino geral, abrange o ensino primário e o ensino secundário.

Segundo o Diretor Regional do Banco Mundial, a doação permitirá responder a três preocupações: “a qualidade do ensino primário e secundário; fazer com com que as jovens raparigas sintam bem na escola, sintam-se protegida, possam ter acesso a um ensino sobre saúde reprodutiva; e as jovens raparigas que infelizmente abandonaram a escola, por uma razão ou outra, possam regressar a escola”.

Em STP, as raparigas enfrentam vários desafios no diz respeito a educação. A gravidez precoce tem contribuído em grande medida para o abandono escolar das adolescentes em STP. O projeto irá contribuir para o empoderamento das raparigas e ajudará a combater o baixo nível de aprendizagem em STP, especialmente entre os mais vulneráveis.

O projeto tem ainda os seguintes objetivos: capacitar as raparigas e combater a pobreza da aprendizagem, desenvolver atividades a nível do sistema educacional para combater os maus resultados da aprendizagem e apoiar um ambiente de de aprendizagem mais inclusivo e propício as raparigas e pessoas mais vulneráveis.

Segundo a ministra da Educação e Ensino Superior, Julieta Rodriguês, serão beneficiados 6 mil professores com 100 técnicos, e 15 mil alunos e abarcará 63 escolas.

Compartilhar :

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.