Camilo Domingos o símbolo da cultura santomense


Camilo Domingos nasceu Conceição, Ilha do Príncipe, 14 de Fevereiro de 1965 – São Tomé e Príncipe. Cantor Santomense de origem Cabo-verdiana foi e continua a ser um dos mais conceituados de São Tomé e Príncipe. Da discografia de Camilo Domingos que contem 11 discos, destacam-se Badjuda, És Meu Amor, Maninha My Love, Nada a Ver, Sunduro, Nha Vida é Tchora, e aquele que acabou por ser o ultimo álbum da sua relativamente curta carreira, Dor de Mundo. Participou ainda em vários espectáculos em Angola, São Tomé e Príncipe, Estados Unidos e em Portugal.

No início da década de 1990, em Lisboa, Camilo Domingos foi lançado no mercado da música por Camucuço, que foi o seu tutor, além de arranjador, produtor e director musical do seu primeiro álbum intitulado “Morena”, editado pela IEFE Discos em 1991. Faleceu a 7 de Agosto de 2005 devido a uma doença incurável. A sua esposa era de origem guineense, com quem teve três filhos. Perante a biografia do musico Camilo Domingos, chegamos a conclusão que, as suas obras foram de grande importância para o país, seu valor como um dos símbolos do estado trouxe componentes que fortalecem a formação da imagem do país. Camilo Domingos se torna um dos símbolo do país pela sua posição no mundo da música, e hoje o governo tem sua própria biografia (o seu nome) e a sua reputação como ferramenta indispensável para cultura de São Tomé e Príncipe.

O musico Camilo Domingos não era apenas o homem que levou o nome do seu país além fronteira, mas também era um homem que sempre preservava a imagem de seu povo. São Tomé e Príncipe também é conhecido no mundo graças a algumas músicas de Camilo Domingos, mas isso é apenas parte de tudo o que ele fez para promover a imagem do país. Ritmos como “RUMBA” e “PUITA” foram mais apreciados pelo cantor, porque, graças a esses ritmos, “Camilo” tornou-se muito popular e ganhou um lugar como uma das figuras de referência em São Tomé e Príncipe. Portanto, o governo e a sociedade em geral São Tomé e Príncipe o admiram e o consideram como um dos símbolos do país.

cartaz_homenagem-a-camilo-domingos_bleza_7mai15É difícil falar sobre uma uma cultura tão diversificada como a de São Tomé e Príncipe, falando sobre fazedores de musicas, o Camillo Domingos representava seu país com grandes ambições. Existem vários cantores e grupos / grupos regionais com músicas cheias de referências, mas as obras de “Camilo” ganharam um lugar único na cultura de São Tomé. A música nacional estava em ascensão, mas com a morte de “Camilo” houve uma queda do consumo das musicas do país. Ele é um dos cantores mais famosos de São Tomé e Príncipe, mesmo depois da sua morte. Trabalhando sobre este assunto, constatei que das 370 pessoas entrevistadas por mim, apenas (52%) considera a música nacional um símbolo do país e 48% acreditam que a música é facilmente esquecida e que isso não é permanente e que os músicos do país não são tão populares para serem considerados símbolos do país. Mas a história da música nacional é muito interessante!

 

Compartilhar :

Advertisements

4 thoughts on “Camilo Domingos o símbolo da cultura santomense

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: