Cerimónia dos 45 Anos da Institucionalização da Polícia Nacional em S.Tomé e Príncipe

Foi realizada nesta quinta-feira, a cerimónia dos 45 anos anos da existência da polícia Nacional. O acto central foi realizado no recinto do comando da polícia nacional, e contou com a presença do Ministro de Ordem Interna Óscar de Sousa, Chefe de Estado Maior das Forças Armadas, Brigadeiro Idalécio Pachire, Comandante e Directores das forças e Serviços de Segurança, Oficial de Ligação do Ministério da Administração Interna de Portugal, Superintendente-Chefe José Matos Torres, Comandante-Geral da PNSTP, Superitendente Roldão Boa Morte, Segundo Comandante e Superitendente Aurito Vera Cruz, Inspector-Geral Denylson Cunha, Oficias, Chefes e Agentes.

Segundo o Comandante Geral Roldão Boa Morte, a actual conjuntura gerou a pandemia, que requer de nós muita resiliência e espírito motivador, de forma a sermos  capazes de estar a altura de novos  desafios. Roldão Boa Morte salientou ainda que, precisamos de uma polícia  nacional mais humana, pro-activa, mais coesa, mais formada e mais próxima dos cidadãos, salvaguardando sempre os direitos fundamentais de todos santomenses, dos estrangeiros residentes no país e os que visitam o nosso  território.

Durante a cerimónia, alguns oficias da polícia nacional, foram conderados a medalha de prata.

 

Compartilhar :

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: