Dia Internacional dos Direitos Humanos Comemorado em STP

Comemorou-se ontem, 10 de dezembro, o dia Internacional dos Direitos Humanos. A data não passou despercebida em STP. Realizou-se uma cerimónia no Hotel Praia para marcar a este dia.
O evento contou com a presença da ministra da Justiça e Direitos Humanos, Ivete lima, do presidente do Conselho Nacional da Juventude, Calisto Nascimento, dentre outras individualidades.

“Recuperar-se Defender os Direitos Humanos” é o lema escolhido este ano para comemorar esta data no país.
“Este tema também está relacionada com a pandemia Covid-19 e invoca a necessidade de reconstruirmos melhor, garantindo que os direitos humanos sejam fundamentais para os esforços de recuperação”, afirmou a ministra da Justiça e Direitos Humanos, Ivete Lima.

O Estado são-tomense tem demonstrado estar envolvido na proteção dos direitos humanos em STP, mas ainda existem alguns desafios. Segundo Calisto Nascimento, presidente do Conselho Nacional da Juventude, “apesar de muitos saberem da sua existência e da sua importância não os assumem na plenitude”, lamentou.

Por sua vez, a ministra Ivete Lima no seu discurso salientou que “a nível nacional promoveu-se uma campanha de grande escala em todo o país contra violência e abuso sexual de menores, denominada campanha de laço verde. E no âmbito dos direitos económicos, sociais e culturais o Governo tem feito redobrado esforços na implementação de várias medidas visando a melhoria das condições de vida dos cidadãos…”, explicou.

Os direitos humanos são direitos básicos de todos os seres humanos. Incluem o direito à vida, a liberdade de opinião e expressão, a educação, direito ao trabalho e muitos outros. No dia 10 de dezembro de 1948, a Assembleia Geral das Nações Unidas adotou e proclamou a Declaração Universal dos Direitos Humanos. A partir deste acontecimento, em 1950 os membros da Organização das Nações Unidas adotou este dia (10 de dezembro) como o Dia Internacional dos Direitos Humanos.

 

 

Compartilhar :

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.