Director da Rádio Nacional de São Tomé e Príncipe suspenso por suspeita de assédio sexual

O director da Rádio Nacional de São Tomé e Príncipe, Silvério Amorim, acusado de tentativa de assédio sexual à uma estagiária daquela instituição, foi suspenso esta quarta-feira, 13 de Outubro, de acordo com a nota do Governo São-tomense.

Em causa, está a denúncia feita nas redes sociais por uma estagiária da Rádio Nacional de São Tomé e Príncipe, que diz ter sido vítima de tentativa de assédio sexual por parte do Director daquela instituição, Silvério Amorim.

Na publicação, a vítima diz ter sido “expulsa da Rádio” por não ter aceitado “deitar”, com o director daquela instituição radiofónica.

O ministro da Presidência dos Conselhos de Ministros e Comunicação Social, Wando Castro, interpelado ontem, segunda-feira (12.10) sobre o assunto, afirmou que “o Governo está a par [da situação]” e que tomaria em breve uma “posição sobre o assunto”.

Na nota do Governo, publicada na página oficial deste órgão esta quarta-feira (13.10), diz que “depois de ouvir as partes e alguns funcionários daquela estação de rádio, através da Secretaria de Estado da Comunicação Social, decidiu mandar instaurar um Processo de inquérito sobre o assunto junto da Inspeção Geral da Administração Pública”.

A nota acrescenta ainda que “enquanto decorrer o processo de inquérito, fica o senhor Silvério Amorim suspenso das funções de Director da Rádio Nacional”.

“O Governo informa ainda que, é criada uma comissão Directiva para conduzir os trabalhos da Rádio Nacional, ficando indigitado o Jornalista Maximino Carlos para exercer as funções de Presidente da Comissão Directiva”, conclui o nota.

Compartilhar :

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.