Federação São-tomense de Futebol prepara recurso à desqualificação da CAN2023

A Federação são-tomense de Futebol (FSF) irá recorrer da desqualificação da fase de grupos para a Taça das Nações Africanas de futebol de 2023 (CAN2023) a favor das ilhas Maurícias. O anuncio foi feito ontem, 16 de maio pelo vice-presidente da federação, Adalberto Catambe.

As Ilhas Maurícias tinham protestado na sequência do primeiro jogo, e segundo as informações, a Confederação Africana de futebol acabou por lhes dar razão.

A Selecção dos Falcões e Papagaios teria utilizado o avançado Luís Leal, que não terá respeitado as medidas de luta contra a Covid-19.

As Ilhas Maurícias afirmaram nas redes sociais, no último domingo que foram readmitidas na fase de grupos de apuramento para o CAN-2023 em detrimento de São Tomé e Príncipe.

“Assim, São Tomé é multado em 10.000 dólares e, além disso, a CAF concede um resultado de 3-0 a favor das Maurícias para a primeira mão contra São Tomé e Príncipe”, acrescenta a Associação de Futebol das Maurícias.

O vice-presidente da FSF, Adalberto Catambe explicou que a federão são-tomense ainda não recebeu qualquer informação sobre a decisão, mas adiantou que vão recorrer.

“Não detendo a deliberação oficial da CAF nos nossos serviços, estamos a aguardar a todo o momento e assim que a tivermos vamos recorrer às instâncias competentes ao nível da CAF e também da FIFA, no sentido de fazer valer os nossos direitos e as nossas conquistas, fruto de muito sacrifício”, disse Adalberto Catambe.

Recorde-se que a Selecção de São Tomé e Príncipe venceu a primeira mão por 1-0 e empatou a três bolas na segunda frente às Ilhas Maurícias.

Compartilhar :

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.