Mulheres são-tomenses capacitadas em matéria de “Política no Feminino”

Cerca de 30 mulheres dos vários partidos políticos nacionais, estão a participar numa formação sobre “Política no Feminino” promovido pela Universidade Lusíada STP e financiado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD.

A formação tem como objectivo fortalecer as mulheres-militantes para que possam se apresentar internamente como candidatas nos seus partidos e para que desta forma se consiga materializar os 30% (previstos na lei dos partidos políticos) nas eleições de 25 de setembro.

A representante do PNUD encorajou as mulheres que estão a integrar-se ativamente na vida pública e política, considerando que “este é um ano muito especial para a história das mulheres” de São Tomé e Príncipe.

“Nas próximas eleições, os partidos políticos irão colocar nas listas, pelo menos, 30% das mulheres em lugares elegíveis: isso vai ser uma grande revolução política e social feita por todos vós, homens e mulheres são-tomenses”, afirmou a coordenadora residente do PNUDKatarzina Wawiernia.

A representante da Universidade Lusíada, Fernanda Pontífice disse que “é um passo muito importante em prol do empoderamento das mulheres, visto que as que são empoderadas aqui, poderão empoderar outras mulheres e nós sabemos o quanto é necessário o nosso empoderamento para estarmos à altura dos desafios que se nos põem enquanto mulheres na vida pública, na vida política”.

O curso decorre na Universidade Lusíada de São Tomé e Príncipe até sábado, 2 de Julho e inclui temas sobre o processo eleitoral, a participação da mulher, o crescimento pessoal da mulher, o marketing político.

About Post Author

Compartilhar :

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.