Parceiros de cooperação doam testes rápidos para Dengue ao país

A Embaixada de Portugal em São Tomé e Príncipe e a Organização Mundial da Saúde, entregaram ontem, 25 de Maio ao Primeiro-ministro são-tomense um primeiro lote de 2500 testes de antigénio para diagnóstico da dengue, para apoiar os serviços de saúde no diagnóstico atempado da doença em São Tomé e Príncipe.

A doação é fruto da Cooperação Portuguesa Instituto Marquês de Valle Flôr e Instituto Camões) e a Organização Mundial da Saúde – OMS, no âmbito do apelo internacional lançado pelo Governo aos parceiros de desenvolvimento.

“Estamos a receber esses testes antigénios da cooperação portuguesa associada a OMS e a saúde para todos num gesto de solidariedade e generosidade para com o povo de São Tomé e Príncipe”, disse o primeiro-ministro, Jorge Bom Jesus.

Esta entrega da OMS enquadra-se numa assistência mais global à resposta às emergências, incluindo COVID-19, malária e dengue.

A representante da OMS para STP, Anne Ancia, aproveitou o momento e prometeu trabalhar ao lado do governo em colaboração com todos os parceiros bilaterais e multilaterais “para lutar contra esta nova doença” e, consequentemente, “no reforço do sistema de saúde.”

Com a chegada destes testes ao País, já é possível efectuar as despistagens da Dengue no hospital central Dr. Ayres de Menezes e em diferentes postos médicos no País.

O teste rápido para dengue auxilia no rastreamento, em caso de suspeita da doença, para pessoas com sintomas sugestivos ou sob risco. É um exame de detecção qualitativa e simultânea de anticorpos IgGIgM e/ou do antígeno do vírus da Dengue NS1 dos quatro sorotipos.

About Post Author

Compartilhar :

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.