Pontes danificadas por fortes chuvas vão custar mais de 12 ME para recuperar

O director do Instituto Nacional de Estradas de São Tomé e Príncipe, Gabdul Quaresma anunciou, ontem, 06 de janeiro na sessão do Conselho de Ministros que serão necessários mais de 12 milhões de euros para a reconstrução de cerca de 10 pontes e estradas danificadas pelas chuvas intensas em dezembro.

“Nós estimamos acima de 12 milhões de euros, provavelmente muito acima”, disse Gabdul Quaresma

É o primeiro diagnóstico financeiro apresentado pelas equipas técnicas setoriais que estão no terreno a contabilizar os prejuízos causados pelas enxurradas que abalaram o país nos dias 27 e 28 de dezembro e que causaram a morte de duas crianças.

“Nós ao nível de infraestruturas rodoviárias, estimamos intervenções em estradas e pontes”, disse o diretor do INAE acrescentando que também serão feitas intervenções nas “montanhas que estão nas margens das estradas onde se verificam muitas derrocadas” e ainda “limpeza dos rios na região norte do país”.

O distrito de Lembá, no norte da ilha de São Tomé, foi o mais afetado pelas enxurradas que causaram maior nível de destruição em várias pontes e na estação de tratamento de água potável da cidade de Neves, deixando pelo menos três comunidades do distrito sem ligação rodoviária e sem água potável desde 28 de dezembro.

O início das obras está condicionado a mobilização de recursos financeiros, mas Gabdul Quaresma adiantou que a conclusão e entrega das mesmas “vai demorar pelo menos seis meses”, após o início dos trabalhos.

About Post Author

Compartilhar :

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.