Portugal vai reforçar meios de diagnóstico em São Tomé e Príncipe

Portugal vai reforçar os meios de diagnóstico laboratoriais em São Tomé e Príncipe por causa da covid-19. O anúncio foi feito pelo Primeiro-ministro de Portugal, António Costa que fez uma breve visita ao país este domingo, 19 de dezembro.

“Sendo uma visita rápida não deixa de ser uma visita de amizade, uma visita de forte laços de cooperação que existe entre nós e que se consolidou com a recente assinatura de um programa estratégico para cooperação entre 2021 e 2025 que tem um grande requerimento das verbas mobilizadas”, disse chefe do governo português.

António Costa enalteceu os passos dados pelos países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), com o novo acordo de mobilidade.

“Eliminamos uma barreira que as nossas populações não percebem…, não aceitam… e que nenhum de nós tem interesse em continuar a manter. As nossas fronteiras têm que ser espaços de circulação como nós circulamos através da língua, nos contactos políticos, nos contactos económicos. As pessoas precisam circular e é fundamental garantir que assim aconteça”, avançou António Costa.

O acordo de mobilidade entrará em vigor 1 de janeiro de 2022 e Primeiro-ministro de Portugal garantio que apartir desta data os estudantes são-tomenses já na terão problemas com atribuição dos vistos.

“Com este novo acordo de mobilidade o problema que recentemente tivemos e que lamentamos muito profundamente com a condição de vistos para os estudantes de São Tomé em Portugal não se voltaram a colocar e esse é um grande passo a frente que demos com este acordo de mobilidade”, precisou.

 

About Post Author

Compartilhar :

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.