Presidente da República convoca Conselho Superior de Defesa Nacional e pede inquérito sobre “tentativa de golpe de Estado”

O Presidente da República, Carlos Vila Nova, reuniu, ontem, 27 de novembro, o Conselho Superior de Defesa Nacional, que foi convocado com caráter de urgência para analisar o ataque ao quartel das Forças Armadas do país.

Em declaração a imprensa após a reunião do Conselho Superior de Defesa Nacional, o chefe de Estado sublinha que o golpe de Estado não foi consumado “por razões que ainda não se conhecem”, sendo por isso necessário “ir à profundidade das questões” e “conhecer todos os detalhes”.

“A dimensão do ato não é completamente conhecida. Faço um apelo a todas as instituições para que se proceda à investigação, que se procede aos inquéritos necessários para que a justiça seja feita, para que se encontre todas as razões e mutuações do ato. Precisamos de conhecer, porque dúvidas não há – aquilo que hoje sei e tenho informação [é que] foi claramente uma tentativa de golpe de Estado contra as instituições e seus dirigentes”, disse Carlos Vila Nova.

O Presidente da República são-tomense avançou que este caso já foi entregue à justiça, estando a Polícia Judiciária e o Ministério Público a investigar, no quadro da separação de poderes.

“Só espero que nunca mais volte a acontecer no país, como também espero que se clarifique as motivações, os atos e as razões de tais práticas por pessoas que não se conformam em não ser eleitas, serem escolhidas e a respeitarem o que é a manifestação popular através do voto”, precisou.

Carlos Vila Nova manifestou “sentimento de pesar às famílias enlutadas” e felicitou “a firmeza e pronta resposta das Forças Armadas perante este ato orquestrado” e “bem preparado”.

Fonte: Lusa

About Post Author

Compartilhar :

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.