São Tomé e Príncipe celebra o dia Internacional dos Estudantes

“Escola de Qualidade e Segura que Queremos” é o lema escolhido pelo Conselho Nacional dos Estudantes de São Tomé e Príncipe, para comemorar o Dia Internacional dos Estudantes que se assinala hoje, 17 de Novembro. O anfiteatro do Cinema Marcelo da Veiga foi o local escolhido para acolher o acto central da comemoração da data.

O Presidente do Conselho Nacional dos Estudantes, Vanderley Cardoso disse que o dia para além das comemorações, servi também para chamar a atenção e apelar a união entre os estudantes.
“A educação é importante. Todos os estudantes devem estar unidos para o melhor ensino de qualidade no país, porque a educação é a base do desenvolvimento de qualquer nação”, avançou Vanderley Cardoso.

Cardoso disse ainda que as escolas do país enfrentam muitos problemas e apelou uma maior atenção dos governantes.

“Os desafios são enormes. É muita preocupação, são muitos problemas que enfrentam não só os liceus, mas também escolas primárias, jardins”, disse o lider nacional dos estudantes acrescentando que “queremos fazer um apelo a todo órgão do governo no sentido de dar uma maior atenção para os estudantes, para o ensino”.

A ministra da Educação e Ensino Superior, Julieta Rodrigues frisou que o dia serve “para reflectir sobre a situação dos estudantes. O lema hoje é a Escola de Qualidade e Segura que Queremos, é um lema que o Ministério da Educação identificou para abertura deste ano lectivo porque toda nossa acção política está virada para a escola”.

Julieta Rodrigues pediu a participação de todos para o desenvolvimento da escola.

“A mensagem de incentivo é a participação de todos, não só o pessoal da educação como também dos estudantes, pais encarregados de educação, para poderem cada um dar a sua quota parte para o desenvolvimento da escola”, avançou ministra da Educação.

Este dia mundial dos estudantes celebra-se nesta data pois foi a 17 de novembro de 1939 que um grupo de estudantes da antiga Checoslováquia lutou heroicamente contra as tropas nazis que atentavam contra a liberdade do povo deste país. As universidades do país foram fechadas na madrugada de 17 de novembro e as forças nazis invadiram a sede da Federação Central de Estudantes Checoslovacos matando dirigentes e levando centenas de estudantes para campos de concentração.

O Dia Internacional dos Estudantes foi criado em Londres em 1941, pelo Conselho Internacional de Estudantes (a atual União Internacional de Estudantes), com delegados de 26 países. Para uma celebração não política, mas sim multicultural dos seus estudantes internacionais, algumas universidades escolhem outro dia que não 17 de novembro para assinalar esta data.

O dia é aproveitado para promover encontros entre estudantes de diferentes nacionalidades e para enaltecer a importância dos estudos e dos estudantes na construção da sociedade. Os estudantes de todo o mundo, que são na verdade o futuro do mundo, estão todos de parabéns neste dia. Aos movimentos estudantis se devem várias transformações na sociedade.

Compartilhar :

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.