São Tomé e Príncipe conta com 399 novos militares

O Presidente da República, Carlos Vila Nova presidiu, no último sábado, 13 de Novembro, o acto central do juramento de bandeira de novos soldados, que teve lugar no campo de Quartel General.

No seu primeiro discurso enquanto chefe de Estado e comandante supremo das Forças Armadas de São Tomé e Príncipe (FASTP), Carlos Vila Nova disse que “as forças armadas têm de continuar a ser uma reserva de disciplina, patriótica, de entrega, de obediência, de respeito pelo próximo, solidariedade pessoal e social e enfim, de indubitável submissão às instituições democraticamente eleitas ou constituídas, de comportamento ético e de defesa de valores democráticos”.

Durante no acto de Juramento de Bandeira de 399 novos soldados, dos quais, 14 mulheres que passaram a integrar o corpo militar são-tomense, o chefe de Estado são-tomense considerou que “é imperativo continuar a trabalhar na melhoria da reorganização do comando das Forças Armadas, a prontidão e a preparação técnica e operacional das tropas, racionalizar o efetivo nacional e definir um melhor equilíbrio entre as diferentes componentes, ao mesmo tempo que se melhora as condições de vida e de trabalho, bem como o equipamento das diferentes formações.”

O Presidente da República afirmou ainda que “é nesta senda de reforma que as Forças Armadas têm de continuar, sempre atentas às reais condições do nosso país, à defesa intransigente da democracia e do respeito pelo seu caráter republicano e às novas ameaças globais e o modo como localmente elas podem impactar a nossa sub-região e o nosso próprio país,”.

O Chefe de Estado aproveitou a ocasião para desejar aos novos soldados “sucessos e muitos êxitos na família, a que doravante pertencerão.”

 

 

Compartilhar :

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.