Termina a formação destinada aos Guardiões d´Obô

Terminou ontem, 8 de fevereiro, a formação destinada aos Guardiões d´Obô. De recordar que durante duas semanas um grupo de pessoas participaram numa formação no Parque Natural Obô. O objetivo da mesma é dotar os participantes de conhecimento teórico-prático em matéria de boas práticas de gestão e conservação do Parque Natural Obô.

Esta cerimónia de encerramento contou com a presença do ministro da Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural, Francisco Ramos, presidente da Plataforma de Turismo Responsável, Eugênio Neves, Coordenador da Birdlife em São Tomé e do Projecto ECOFAC, Jean-Batist, dentre outros.

“Temos que travar um combate sério responsável de forma estruturada e coordenada ao abate ilegal de árvores. Temos que organizar o sector com vista a responder as exigências, os efeitos das alterações climáticas que nos impõe”, afirmou Francisco Ramos, ministro da Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural.

A cerimónia também ficou marcada pela entrega de certificados aos que participaram na formação.

“Esperemos que com essas formações estejamos apetrechados para dar respostas aquilo que foi-nos chamados aqui: fazerem a seleção de 10 formandos para defenderem o nosso parque”, salientou Edmilson Spencer, o representante do formados.

Segundo Jean-Batist, Coordenador da Birdlife em São Tomé e do Projecto ECOFAC, “esta formação é o resultado de anos de trabalho junto ao Ministério [da Agricultura] para tentar encontrar a melhor forma de fiscalização e monitorização do Parque Natural Obô”.

Os 10 melhores formados receberão um contrato de trabalho da Plataforma de Turismo Responsável e Sustentável, podendo assim desempenhar a função de Guardião d´Obô.

Compartilhar :

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.