Terra Santa

            A terra que viu-me nascer e crescer, a terra que hoje chora de alegria e tristeza, a terra que é mãe de todos e que cuida de todos. Hoje sinto a dor de ver a minha mãe que viu-me a dar os meus primeiros passos nessa melancolia, tudo ela deu para os seus filhos e agora nós estamos a destruir o bem mais precioso que uma mãe poderia nos dar que é a vida, que por sua vez está por um fio.

          Triste estou de ver tanta gente a rir-se dela e ela aqui a espera de uma sinal nosso para mudar o que uma vez já foi lindo que é a natureza. Aí terra minha, mãe solteira e densa, linda por dentro e por fora, oh Terra santa de olhos exarcados e maravilhado com tudo quanto possuí nela, oh S.Tomé e Príncipe terra que hoje chora e brota um mar de sentimentos confusos e perdidos.

           S.Tomé e Príncipe o que aconteceu com os nossos irmãos e filhos que se perderam de ti, oh pátria amada o que se passa com os valores da sociedade, por isso, busca incessantemente por resposta de todos quanto se viraram as costas e todos que não acreditam mais em ti mas saiba que bem lá no fundo do seu coração ainda brota esperança de um dia ver este povo, pelo qual criaste com tanto amor e sacrifício em acreditar nas palavras que o vento do mar do sul leva e trás consigo o cantar dos pássaros e do barrulho do mar. Oh terra que viu-me nascer, sou grata de ti ter como mãe e como a minha pátria querida, espero que tu possas sorrir quando essa terra que brota riquezas inimagináveis, possa florir nas mãos do povo que chora por um dia de gloria e vitória porque os dias melhores só o sabor da honestidade e dignidade possa rejuvenescer essa terra querida.

Compartilhar :

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: